The Oldest Russian Sticheraria from the Triodion: Some Remarks on Their Homogeneity and Diversity

Svetlana Poliakova

Resumo


O presente artigo debruça-se sobre um conjunto de livros litúrgicos de canto russo, Sticheraria do ciclo Triodion, que reúne stichera para as semanas de preparação da Quaresma e para o Domingo de Todos- os-Santos. Os códices mais antigos que se preservam até hoje datam dos séculos XII-XIII, ou seja, cerca de dois séculos depois do início do culto Cristão segundo o rito Bizantino na Rússia.

No sentido de tentar perceber melhor como terá sido o canto litúrgico nesse período pouco conhecido, e que tradições bizantinas o influenciaram, pretendeu-se elaborar neste artigo uma comparação de Sticheraria russos antigos, segundo diversos parâmetros, e apontar os elementos unificadores ou divergentes entre si. Através dessa comparação, pudemos constatar que algumas das suas características emergiram sob a influência directa dos livros modelo russos elaborados na segunda metade do século XI. Outras características permitiram-nos identificar certas particularidades dos protótipos greco-estuditas antigos, assim como o impacto da tradição palestina. Contudo, algumas das divergências encontradas deverão ainda ser alvo de um estudo mais aprofundado no futuro. 


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Copyright (c) 2018 Revista Portuguesa de Musicologia

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.