Trasformare la cultura di corte: La regina Maria Anna d’Asburgo e l’introduzione dell’opera italiana in Portogallo

Giuseppina Raggi

Resumo


Este artigo apresenta uma nova perspectiva sobre o papel da Rainha D. Maria Ana de Áustria (Viena 1683 - Lisboa 1754) na introdução da ópera italiana em Portugal. Desde o início do seu reinado em 1708, através das cartas do representante imperial Giuseppe Zignoni, foi possível reconstruir o processo de convergência de duas tradições musicais, a portuguesa (de influência espanhola) e a vienense (de influência italiana), e a transformação cultural e de sociabilidades da corte lusitana. Após a chegada da corte da arquiduquesa austríaca, a música, a dança e o teatro receberam fortes impulsos de renovação no Paço da Ribeira, em Lisboa. A corte da rainha, composta por damas portuguesas e alemãs, foi fundamental na transição do teatro espanhol para a ópera italiana. Neste artigo apresenta-se uma nova cronologia da música italiana e das apresentações de ópera em Portugal durante a primeira metade do século XVIII, para a compreensão do fenómeno sociocultural impulsionado pelo gosto musical da rainha e pela sua acção política.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Copyright (c) 2019 Revista Portuguesa de Musicologia

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.