‘Ey-m’ acá!’ Cantigas Performance Practice in Non-Specialist Settings: An Ethnomusicologist-Performer-Educator Perspective

Judith Cohen

Resumo


A familiaridade da autora com as tradições orais, através da sua formação e actividade etnomusicológicas, fez com que, ao longo dos muitos anos de actuação profissional enquanto intérprete, levantasse questões e consolidasse convicções quanto à forma de abordar, na actualidade, as Cantigas de Santa Maria. Os problemas levantados incluem a relação com os ouvintes; o desfasamento acentual entre música e texto; as opções estilísticas a tomar, e seus referentes culturais; a integridade dos poemas e o papel dos refrães; o uso de instrumentos; e as múltiplas apropriações contemporâneas no âmbito mercantil das ‘Músicas do Mundo’ ou da ‘Música de Fusão’. Algumas das respostas que a experiência da autora sugere para o presente poderão ter igualmente o condão de iluminar as possibilidades de execução musical imagináveis para o passado medieval.

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Copyright (c) 2018 Revista Portuguesa de Musicologia

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.