The Learned Style in Argentine Music: Topic Simultaneity and Rhetorics of Identity in the Work of Carlos Guastavino

Melanie Plesch

Resumo


Este artigo analisa a interacção entre tópicos europeus e argentinos vernáculos em duas obras de Carlos Guastavino: ‘Un domingo de mañana’ (Um domingo de manhã), fuga a três vozes que integra os Diez preludios para piano (1952) e combina o estilo erudito com o tópico da canção infantil; e o quarto andamento – ‘Fuga y final’ – da Sonata para piano em dó sustenido menor (1946), cujo tema do sujeito utiliza o tópico da canção e dança popular da América do Sul denominada cueca. O estilo erudito não está presente apenas através do processo de composição da fuga, mas também pelo uso de um subtópico específico, sucintamente abordado neste texto, que estabelece a ligação entre estas obras e a tradição organística barroca e respectiva recepção na música para piano do século XIX.

Em oposição à perspectiva essencialista que tem privilegiado a identificação dos designados “idiomas folclóricos” nos estudos da arte musical latino-americana, este artigo pretende realçar o facto de os tópicos europeus serem tão importantes como os tópicos vernáculos na construção da retórica musical da identidade argentina. 


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




This site is jointly supported and published by the Portuguese Society for Music Research (SPIM), the Institute of Ethnomusicology–Centre for Studies in Music and Dance (INET-MD) and the Centre for the Study of Sociology and Aesthetics of Music (CESEM). INET-MD and CESEM are both based at the FCSH, Universidade Nova de Lisboa, Portugal, and funded by the FCT-Portuguese Foundation for Science and Technology.