A presença de música e músicos portugueses no vice-reinado da Nova Espanha e na província de Guatemala, nos séculos XVI-XVII

Omar Morales Abril

Resumo


O artigo que segue é a pré-publicação, em tradução portuguesa, de um capítulo actualmente no prelo na sua língua original (castelhano). Será publicado no livro Musical Exchanges, 1100-1650: Iberian Connections (Kassel, Reichenberger, 2015), coordenado por Manuel Pedro Ferreira, cujos conteúdos foram sujeitos a avaliação prévia por pares.

 

A consciência da importância da circulação de música e músicos espanhóis e portugueses em direcção ao Novo Mundo a partir do século XVI contrasta com a escassez de publicações sobre este tema com base em fontes históricas hispano-americanas. Através da revisão das fontes musicais e documentais de diversos fundos eclesiásticos de Guatemala e México, pretende-se elaborar uma abordagem pouco exaustiva da presença de músicos portugueses e a difusão da música portuguesa no vice-reinado da Nova Espanha e na província de Guatemala, particularmente nas cidades de Puebla de los Ángeles e Santiago de los Caballeros de Guatemala, nos séculos XVI e XVII.   


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Copyright (c) 2018 Revista Portuguesa de Musicologia

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.



This site is jointly supported and published by the Portuguese Society for Music Research (SPIM), the Institute of Ethnomusicology–Centre for Studies in Music and Dance (INET-MD) and the Centre for the Study of Sociology and Aesthetics of Music (CESEM). INET-MD and CESEM are both based at the FCSH, Universidade Nova de Lisboa, Portugal, and funded by the FCT-Portuguese Foundation for Science and Technology.